Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

VÍDEO mostra fragata norueguesa afundando, tendo colidido após manobras da OTAN

A mídia divulgou novos vídeo e fotos da fragata norueguesa KMN Helge Ingstad, que colidiu com o navio petroleiro Sola TS junto à costa norueguesa em circunstâncias desconhecidas ao regressar das manobras da OTAN.
Sputnik

A fragata ficou com um grande rombo a estibordo atravessando a linha de água, sete marinheiros ficaram feridos. A tripulação abandonou o navio acidentado, que depois foi rebocado para águas menos profundas para evitar seu afundamento total.


Uns dias após o acidente (8), a fragata continua parcialmente acima da superfície da água, mas está completamente assente no fundo. Mais de 10 toneladas de combustível para helicópteros vazou para o mar.

Até o momento, não há nenhumas informações sobre o estado do armamento a bordo, incluindo mísseis de cruzeiro e antiaéreos, torpedos e artilharia.

O petroleiro Sola TS, por sua parte, não sofreu nenhum dano durante a colisão.

As razões do incidente estão sendo investigadas. Entre as possíveis causas estão a navegação da fragata em reg…

Polônia receberá mísseis americanos para caças F-16

A Força Aérea polonesa receberá mísseis ar-terra de longo alcance no âmbito de um contrato com os EUA, segundo representantes da Lockheed Martin.


Sputnik

A Lockheed Martin é empresa norte-americana fabricante de produtos aeroespaciais. É a maior produtora de equipamentos militares do mundo.




"A Lockheed Martin recebeu um contrato da Força Aérea dos EUA, no quadro do programa Foreign Military Sales, para fornecer mísseis ar-terra de longo alcance (JASSM) para a frota de F-16 da Força Aérea polonesa", se diz no comunicado.


O Foreign Military Sales é um programa do Departamento da Defesa norte-americano que visa facilitar a venda de armas, equipamentos de defesa e treinamentos militares a governos estrangeiros.

A Polónia irá se tornar a terceira nação a receber os mísseis, depois da Austrália e da Finlândia, de acordo com a Lockheed Martin.

A empresa irá fornecer à Força Aérea polonesa não apenas mísseis, mas também hardware, software e documentação, informa o comunicado.

"O JASSM fornece a Polónia com flexibilidade operacional, fiabilidade e eficácia da missão, para satisfazer as suas necessidades de defesa nacional", disse Joe Garland, vice-presidente da Lockheed Martin Missiles and Fire Control.

Até hoje, a Lockheed Martin já produziu mais de 1700 mísseis de cruzeiro JASSM para os caças F-16, que estão entre os aviões de combate da Força Aérea dos EUA mais antigos e frequentemente usados.

O JASSM é um míssil projetado para destruir alvos bem defendidos, pode ser integrado em vários tipos de aeronaves militares, de acordo com a Lockheed Martin.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas