Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Polônia receberá mísseis americanos para caças F-16

A Força Aérea polonesa receberá mísseis ar-terra de longo alcance no âmbito de um contrato com os EUA, segundo representantes da Lockheed Martin.


Sputnik

A Lockheed Martin é empresa norte-americana fabricante de produtos aeroespaciais. É a maior produtora de equipamentos militares do mundo.




"A Lockheed Martin recebeu um contrato da Força Aérea dos EUA, no quadro do programa Foreign Military Sales, para fornecer mísseis ar-terra de longo alcance (JASSM) para a frota de F-16 da Força Aérea polonesa", se diz no comunicado.


O Foreign Military Sales é um programa do Departamento da Defesa norte-americano que visa facilitar a venda de armas, equipamentos de defesa e treinamentos militares a governos estrangeiros.

A Polónia irá se tornar a terceira nação a receber os mísseis, depois da Austrália e da Finlândia, de acordo com a Lockheed Martin.

A empresa irá fornecer à Força Aérea polonesa não apenas mísseis, mas também hardware, software e documentação, informa o comunicado.

"O JASSM fornece a Polónia com flexibilidade operacional, fiabilidade e eficácia da missão, para satisfazer as suas necessidades de defesa nacional", disse Joe Garland, vice-presidente da Lockheed Martin Missiles and Fire Control.

Até hoje, a Lockheed Martin já produziu mais de 1700 mísseis de cruzeiro JASSM para os caças F-16, que estão entre os aviões de combate da Força Aérea dos EUA mais antigos e frequentemente usados.

O JASSM é um míssil projetado para destruir alvos bem defendidos, pode ser integrado em vários tipos de aeronaves militares, de acordo com a Lockheed Martin.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas