Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Rússia desenvolve drone para 'caçar' o F-35

A Rússia projeta um avião não tripulado para detectar e destruir aviões furtivos como o caça americano F-35, segundo relatam veículos de imprensa citando um representante do consórcio russo KRET.


Sputnik

O diretor-geral adjunto do consórcio, Vladimir Mikheev, afirmou que o KRET participa do projeto e desenvolve o radar, os sistemas de guerra eletrônica e as estações terrestres de controle.


Caça F-35
F-35 Lightning II © flickr.com/ Samuel King Jr

O drone tem como objetivo “caçar” aviões como o F-22, o F-35 e o B-2, assim como o ambicioso programa chinês Águia Divina, que, segundo Mikheev, é baseado em tecnologias russas e americanas. O drone chinês vem sendo descrito como a maior aeronave não tripulada já projetada.

Em julho do ano passado, foi revelado que a China já testava o Águia Divina, também capaz de localizar aviões de espionagem que custam milhões de dólares ao Pentágono. O F-35, por exemplo, é o caça de quinta geração mais caro da história e desde 2001 já custou US$ 391 milhões aos EUA, segundo números do Pentágono.



Postar um comentário