Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

Blogueiro revela como Assad driblou inteligência dos EUA e viajou a Moscou

Um blogueiro militar observador de aviões descobriu a provável rota da visita de Bashar Assad, que deixou a Síria, cercada de aliados americanos por todos os lados, e viajou até Moscou para se encontrar com Putin.


Sputnik

A provável rota do presidente sírio, Bashar Assad, em sua visita secreta a Moscou foi revelada por um observador de aviões militares usando informações coletada pelo site rastreados de voos FlightRadar24.


A provável rota do voo de volta de Assad após a viagem a Moscou
A provável rota do voo de volta de Assad após a viagem a Moscou © FOTO: LIVEJOURNAL.COM

A visita de Assad a Moscou foi conduzida em segredo e só anunciada oficialmente após o retorno do presidente a Damasco. A viagem foi a primeira de Assad ao estrangeiro desde o início do conflito armado na Síria, em 2011.

O voo foi secreto, já que há questões de segurança envolvendo o transporte de um chefe de estado, e a aeronave poderia ter sido interceptada em baixa altitude nas proximidades de Damasco, onde grupos terroristas como o Estado Islâmico continuam presentes. Sobre o Iraque, o avião de Assad corria o risco de ser alvo de caças da coalizão liderada pelos EUA.

Além disso, a informação de que Assad deixou o país poderia ter sido usada para espalhar rumores de que o presidente havia fugido do país e, consequentemente, desestabilizar o governo e a população da Síria.

O blogueiro descobriu o avião governamental da Rossiya Airlines que provavelmente levou Assad da base aérea de Latakia, que também é o Aeroporto Internacional Basel al Assad, até Moscou. O avião foi visto inicialmente deixado o campo de voo de Chkalovsky antes de desligar seu transponder (equipamento que permite sua localização por radares de todo o mundo) no dia 20 de outubro. A aeronave, então, foi rapidamente avistada na manhã seguinte, sobre o Mar Cáspio, ao norte do Irã, e depois rumo a Moscou, em espaço aéreo russo.

Assad provavelmente voltou à Síria em outro avião governamental que voou com seu transponder ligado em toda a duração da viagem na noite de terça-feira. A aeronave, então, voltou à Rússia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas