Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Brasil e Suécia estabelecem procedimentos para certificação dos futuros caças Gripen

Organizações certificadoras dos dois países estabeleceram procedimentos para reconhecimento mútuo de atividades


DCTA | FAB

Brasil e Suécia vão trabalhar juntos na certificação dos caças Gripen NG. O Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI) e o Swedish Military Aviation Safety Inspectorate (FLYGI) formalizaram o reconhecimento mútuo de atividades relacionadas à certificação. Isso significa que as duas instituições poderão dividir os trabalhos de conferir as capacidades do futuro jato de combate em desenvolvimento pelos dois países. O processo de assinatura do Implementation Procedure (processo de implantação) ocorreu no dia 9 de outubro.


Saab Gripen NG


O diretor do IFI, Coronel Marcelo Franchitto, elogiou a integração entre os dois órgãos para a celebração do acordo. “Haverá muito trabalho relativo à certificação pela frente, para o qual a proatividade demonstrada será essencial”, afirmou. Da parte sueca, o documento foi assinado pelo Coronel Anders Janson, diretor do FLYGI.


O reconhecimento mútuo das atividades entre os órgãos vai representar a economia de recursos do projeto, pois evitará repetições desnecessárias de atividades de certificação. Além disso, o acordo servirá de base para incorporar a certificação de outros projetos e aquisições, caso futuramente sejam assinados outros contratos de aquisição de aeronaves militares envolvendo as duas nações.

Postar um comentário