Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Coalizão liderada pelos EUA retoma ataques aéreos na Síria

A coalizão liderada pelos EUA realizou na quinta-feira, 1, oito ataques aéreos contra posições do grupo terrorista Estado Islâmico na Síria, retomando o ritmo normal de seus bombardeios desde o início da operação militar da Rússia naquele país, revelam dados do Comando Central das Forças Armadas dos EUA.


Sputnik

O Pentágono havia informado que os militares russos emitiram um aviso sobre o início de seus ataques contra o Estado Islâmico na Síria e recomendaram que aviões norte-americanos evitassem o espaço aéreo da Síria no decorrer da operação russa.


Coalizão liderada pelos EUA faz ataques aéreos contra o Estado Islâmico
© AFP 2015/ US NAVY / MC2 JACOB G. SISCO

Apesar de o Pentágono ter declarado que ignoraria este aviso, no primeiro dia da missão aérea da Rússia na Síria (quarta-feira, 30) a coalizão liderada pelos norte-americanos realizou apenas um ataque com um drone no país, destruindo escavadeiras do EI.

Seis dos oitos ataques aéreos realizados pela coalizão na quinta-feira, 1, aconteceram na região da cidade síria de Al-Hasaka. Neles, foram destruídos duas unidades táticas e um local de coleta de petróleo do EI, além de uma escavadeira, um carro e um prédio do grupo terrorista.

Enquanto isso, no Iraque a coalizão realizou um total de 20 ataques aéreos.

A Rússia iniciou sua ofensiva aérea contra as posições do Estado Islâmico na Síria na quarta-feira, 30, em resposta a um pedido oficial de ajuda militar apresentado por de Damasco.

A coalizão internacional liderada pelos EUA, por sua vez, realiza ataques aéreos contra o grupo terrorista na Síria desde setembro de 2014 sem coordenar suas ações nem com o Conselho de Segurança da ONU, nem com o governo sírio.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas