Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Em Moscou, Assad agradece apoio à unidade da Síria

Durante visita a Moscou, o presidente sírio Bashar al-Assad falou ao líder russo Vladímir Pútin sobre os planos das tropas do governo e expressou gratidão pela ajuda prestada.


EKATERINA SINELSCHIKOVA | GAZETA RUSSA

O presidente sírio, Bashar al-Assad, esteve em Moscou na tarde de terça-feira (20) para conversar com seu homólogo russo, Vladímir Pútin, sobre a situação na Síria e os planos futuros. Autoridades da mais alta esfera governativa da Rússia estiverem presentes no encontro.


Assad (esq.) e Pútin durante recente encontro no Kremlin Foto:TASS

Em uma declaração à parte, Assad agradeceu ao povo russo pelo apoio prestado. “Antes de tudo, gostaria de expressar a minha gratidão a toda a liderança da Rússia e ao povo russo pela ajuda que têm prestado à Síria”, disse.

“Obrigado por serem a favor da unidade da Síria e sua independência. O mais importante é que tudo isso é feito respeitando o direito internacional”, acrescentou.

Ainda segundo o presidente sírio, os acontecimentos no país só não seguiram um cenário ainda mais trágico graças às medidas políticas tomadas pela Rússia.



Postar um comentário