Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Em Moscou, Assad agradece apoio à unidade da Síria

Durante visita a Moscou, o presidente sírio Bashar al-Assad falou ao líder russo Vladímir Pútin sobre os planos das tropas do governo e expressou gratidão pela ajuda prestada.


EKATERINA SINELSCHIKOVA | GAZETA RUSSA

O presidente sírio, Bashar al-Assad, esteve em Moscou na tarde de terça-feira (20) para conversar com seu homólogo russo, Vladímir Pútin, sobre a situação na Síria e os planos futuros. Autoridades da mais alta esfera governativa da Rússia estiverem presentes no encontro.


Assad (esq.) e Pútin durante recente encontro no Kremlin Foto:TASS

Em uma declaração à parte, Assad agradeceu ao povo russo pelo apoio prestado. “Antes de tudo, gostaria de expressar a minha gratidão a toda a liderança da Rússia e ao povo russo pela ajuda que têm prestado à Síria”, disse.

“Obrigado por serem a favor da unidade da Síria e sua independência. O mais importante é que tudo isso é feito respeitando o direito internacional”, acrescentou.

Ainda segundo o presidente sírio, os acontecimentos no país só não seguiram um cenário ainda mais trágico graças às medidas políticas tomadas pela Rússia.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas