Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por meio do Egito, Hamas pede a Israel que cesse fogo na Faixa de Gaza

O movimento Hamas pediu a Israel que cesse fogo por meio da mediação egípcia e prometeu interromper os confrontos na fronteira como parte do acordo, disse uma fonte política israelense à Sputnik.
Sputnik

"O Hamas teve um grande golpe ontem e o movimento pediu um cessar-fogo através do Egito, prometendo interromper o 'terror incendiário e nas cercas fronteiriças'", disse a fonte.

Segundo a mesma pessoa, Israel considera o Egito como fiador da implementação do cessar-fogo.

"Os egípcios são os garantidores nesta questão, mas em qualquer caso, o desenvolvimento da situação dependerá de ações reais. Se o Hamas violar o cessar-fogo, pagará um preço ainda maior", acrescentou a fonte.

Esses arranjos foram alcançados após bombardeios maciços das instalações do Hamas no enclave, que se seguiram ao assassinato de um soldado israelense na sexta-feira.

Este foi o segundo cessar-fogo entre Israel e o Hamas, coordenado pelo Egito nas últimas duas semanas. No último sábado, a Fo…

Empresa de defesa russa aumenta produção devido à operação na Síria

A empresa russa Corporação de Mísseis Táticos decidiu trabalhar em três turnos por razão do aumento da demanda da sua produção em consequência da operação militar russa na Síria.


Sputnik

Os volumes de produção continuam crescendo desde o início da operação aérea russa na Síria, informa nesta segunda-feira (26) o periódico russo Kommersant-Vlast citando uma fonte na indústria militar.


Militares russos na base aérea em Hmeymim, na Síria
© Sputnik/ Dmitry Vinogradov

Os ataques aéreos na sua maioria são realizados com mísseis ar-superfície de alta precisão Kh-29L e bombas guiadas KAB-500S, ambas produzidas pela Corporação de Mísseis Táticos.

Mais do que isso, a Marinha russa comprou urgentemente oito cargueiros a armadores turcos. As embarcações foram registradas como navios de suporte com estatuto militar porque os navios de guerra russos habituais não permitiam transportar a carga.

Desde 30 de setembro último, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques localizados contra as posições do Estado Islâmico na Síria.

Segundo o Ministério da Defesa russo, desde o início da operação até 22 de outubro, os caças russos realizaram 934 missões de suporte aéreo, chamados de 'sorties', a partir da base aérea de Hmeymim e destruíram pelo menos 819 alvos do Estado Islâmico.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas