Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Estado Islâmico divulga vídeo de decapitação gravado por drone

O grupo terrorista Estado Islâmico divulgou a execução de um iraquiano na província de Anbar em um vídeo de alta resolução gravado com a ajuda de um drone, segundo informou o portal International Business Times.


Sputnik

A gravação mostra um jovem de cerca de 20 anos, com os olhos vendados e ajoelhado em uma praça cercada de espectadores. A cena grotesca se passa presumivelmente na cidade de Ramadi, na província iraquiana de Anbar. 




De acordo com a sentença enunciada no vídeo por um juiz da Sharia – a rigorosa lei islâmica pregada pelos terroristas sunitas nos territórios sob seu controle –, o homem será decapitado em público por ter “insultado Alá”.

Em seguida, o drone começa lentamente a ganhar altura enquanto o carrasco levanta sua espada sobre o pescoço da vítima. Na última imagem, o corpo do jovem iraquiano aparece deitado em uma poça de sangue.

As forças de segurança do Iraque, apoiadas pelos ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA, conduzem uma vasta operação a oeste de Ramadi, que se encontra sob o domínio do Estado Islâmico desde maio.


Postar um comentário