Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

Forças iraquianas avançam com apoio de aviões dos EUA

Iraquianos reconquistaram várias zonas perto de Ramadi.
Cerca 2.000 soldados participaram das ações.


France Presse

Forças iraquianas apoiadas por aviões da coalizão liderada pelos Estados Unidos reconquistaram várias zonas perto de Ramadi, ao norte e a oeste desta cidade no poder dos jihadistas da organização Estado Islâmico (EI) desde maio, indicaram fontes oficiais.



Uma operação na qual participaram 2.000 soldados permitiu reconquistar, entre outras, as zonas de Zankura, Albu Jleib e Al Adnaniyah, indicou um general de brigada.

"As forças de segurança iraquianas também o controle da principal estrada situada a oeste de Ramadi e agora a estão usando para apoiar as forças posicionadas para libertar Ramadi", explicou, por sua parte, à AFP Adhal Fahdawi, um membro do conselho provincial.

"O apoio aéreo da coalizão teve um papel neste progresso", acrescentou.

A perda desta capital provincial foi um revés importante para as forças armadas iraquianas desde que o EI conquistou extensas zonas do Iraque graças a uma ofensiva lançada em junho de 2014.

Desde então, com a ajuda de uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, que bombardeia posição jihadistas no Iraque, os militares conseguiram recuperar terreno.

Mas a maioria da província de Al Anbar, fronteira com a Síria, onde o EI está presente, continua na mão dos insurgentes.

Postar um comentário