Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

Fragata Bosísio se despede com ‘apagão’ no último Cerimonial à Bandeira

Poder Naval

A fragata Bosísio (F48) deu baixa do serviço ativo da Marinha do Brasil e durante seu último Cerimonial à Bandeira, o navio tremeu e “apagou”, ficou às escuras sem energia por alguns instantes.


F Bosísio (F 48)

A Bosísio estava recebendo energia de terra e, logo depois, ela retornou do nada, no momento do sinaleiro dizer “arriou”.

Os marinheiros sabem que os navios têm alma e a Bosísio, depois de quase 20 anos de serviço na Marinha do Brasil, certamente não queria ir de baixa.

Mas na vida nada é eterno e os navios, assim como os homens, passam. Permanecem porém as lembranças dos tempos de glória, dos exercícios, das operações da busca e salvamento, das fainas etc.

Fica aqui nossa homenagem à Bosísio e a todos os que a tripularam. Bravo Zulu, Bosísio! Missão Cumprida!


Postar um comentário