Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Kremlin garante a segurança de seus pilotos na Síria

Moscou tomará todas as medidas necessárias para a segurança dos pilotos militares russos na Síria, assegurou nesta quinta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.


Sputnik

“Serão tomadas todas as medidas que precisamos tomar para garantir a segurança de nossos militares”, disse Peskov aos jornalistas. 


Pilotos russos em Hmeymim, na Síria
© Sputnik/ Dmitry Vinogradov

Anteriormente, o parlamentar ucraniano Anton Geraschenko, assessor do ministro do Interior, pediu a revelação de informações sobre os militares russos que combatem o chamado Estado Islâmico na Síria para que os terroristas possam encontrá-los.

O Comitê de Investigação da Rússia iniciou uma ação penal contra Geraschenko por “convocação pública ao terrorismo” e “justificativas públicas de terrorismo”.

Peskov classificou as declarações do deputado ucraniano de “postura hostil” em relação à Rússia e afirmou que os serviços especiais russos “talvez observem atentamente” esta situação.

Caças russos Sukhoi Su-25, Su-24M e Su-34, com o apoio de aviões Su-30, começaram ataques precisos contra alvos do Estado Islâmico na Síria no dia 30 de setembro, após um pedido do presidente do país, Bashar Assad.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas