Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Mídia dos EUA elogia novo drone da Rússia

A Corporação Unida de Fabricação de Equipamentos (subsidiária da exportadora russa Rostec) está desenvolvendo um novo drone capaz de identificar objetos e equipamentos militares fora do espectro eletromagnético visível ao olho humano.


Sputnik

Segundo revelou o portal norte-americano Business Insider, os dispositivos óticos do novo drone da Rússia conseguem diferenciar objetos criados pelo homem daqueles criados pela natureza, sendo capazes de detectar até mesmo equipamentos militares cuidadosamente camuflados.


Novo drone da Rússia desenvolvido pela Rostec
© Foto: Rostec

Utilizando um espectro especial, invisível ao olho humano, o drone faz uma varredura do território visando identificar indícios como contaminação do solo, combustível derramado e vestígios de produtos químicos.

"A tecnologia de processamento de fluxos de dados hiperespectrais criada por nós é um "olho que tudo vê", que permitirá aos nossos drones enxergar atém das fronteiras habituais do espectro eletromagnético do olho humano" – explicou o vice-diretor geral da corporação russa responsável pelo desenvolvimento do novo drone.

Em agosto desse ano, durante a exposição que ocorre no Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015, o diretor-geral da Corporação Unida de Fabricação de Equipamentos, Alexander Yakunin, anunciou que, a partir do mês de setembro de 2015, a Rússia começaria a produzir uma série de drones de última geração.

Drones russos atualmente executam trabalhos de reconhecimento e outras tarefas. Um deles é o Orlan UAVs, que realiza missões de busca e observação na Síria. O ex-chefe da United Aircraft Corporation, Mikhail Pogosyan, disse a repórteres anteriormente que o drone Okhotnik-U teria 20 toneladas métricas e seria desenvolvido até 2020.


Postar um comentário