Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Caça F-22 dos EUA faz pouso de emergência no Alasca

Nesta quarta-feira (11), um caça de quinta geração F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA fez um pouso de emergência em uma base militar no Alasca, de acordo com a agência AP.
Sputnik

De acordo com a agência, a aeronave aterrissou na base de Elmendorf-Richardson, na cidade de Anchorage, devido a uma falha no funcionamento do chassi de aterrissagem.

As imagens do acidente divulgadas pelo Facebook demonstram que uma das rodas não saiu e a aeronave acabou pousando sobre sua asa esquerda.

O piloto saiu ileso. Entretanto, a porta-voz da Força Aérea dos EUA, Erin Eaton, informou sobre o início de uma investigação da ocorrência.

Outros acidentes

O avião F-22 é um caça bimotor monolugar produzido pela corporação norte-americana Lockheed Martin. A Força Aérea dos EUA conta com 186 aeronaves do modelo.

Em abril, foi registrada uma falha de motor em um F-22 durante a decolagem da base aérea de Fallon, como resultado a aeronave acabou caindo sobre a pista.

Outro acidente, que também ocorreu em abril, teve lu…

Presidente do Egito elogia Rússia por papel estabilizador na Síria

Em uma conversa telefônica com Vladimir Putin, o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, descreveu como positiva a contribuição da Rússia para a estabilização da situação na Síria, informou nest quinta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.


Sputnik

Segundo Peskov, Sisi telefonou ao Kremlin para dar os parabéns pelo aniversário de Putin. "Os lados também discutiram a operação militar russa como apoio ao exército da Síria", explicou o porta-voz.


Vladimir Putin e Abdel Fattah al-Sisi
Vladimir Putin e Abdel Fattah al-Sisi © AP Photo/ Mikhail Klementyev

"Sisi fez uma avaliação positiva das ações executadas pelas Forças Armadas russas na Síria", ressaltou.

Caças russos Sukhoi Su-25, Su-24M e Su-34, com o apoio de aviões Su-30, começaram ataques precisos contra alvos do Estado Islâmico na Síria no dia 30 de setembro, após um pedido do presidente do país, Bashar Assad.

Na última quarta-feira, a Rússia também disparou contra alvos do Estado Islâmico 26 mísseis de cruzeiro de navios de guerra posicionados no Mar Cáspio.

Em contraste, a coalizão liderada pelos Estados Unidos vem executando ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria desde setembro de 2014 sem autorização do Conselho de Segurança da ONU e sem consentimento do governo Assad.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas