Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Presidente do Egito elogia Rússia por papel estabilizador na Síria

Em uma conversa telefônica com Vladimir Putin, o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, descreveu como positiva a contribuição da Rússia para a estabilização da situação na Síria, informou nest quinta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.


Sputnik

Segundo Peskov, Sisi telefonou ao Kremlin para dar os parabéns pelo aniversário de Putin. "Os lados também discutiram a operação militar russa como apoio ao exército da Síria", explicou o porta-voz.


Vladimir Putin e Abdel Fattah al-Sisi
Vladimir Putin e Abdel Fattah al-Sisi © AP Photo/ Mikhail Klementyev

"Sisi fez uma avaliação positiva das ações executadas pelas Forças Armadas russas na Síria", ressaltou.

Caças russos Sukhoi Su-25, Su-24M e Su-34, com o apoio de aviões Su-30, começaram ataques precisos contra alvos do Estado Islâmico na Síria no dia 30 de setembro, após um pedido do presidente do país, Bashar Assad.

Na última quarta-feira, a Rússia também disparou contra alvos do Estado Islâmico 26 mísseis de cruzeiro de navios de guerra posicionados no Mar Cáspio.

Em contraste, a coalizão liderada pelos Estados Unidos vem executando ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria desde setembro de 2014 sem autorização do Conselho de Segurança da ONU e sem consentimento do governo Assad.



Postar um comentário