Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Putin discute crise síria com rei da Arábia Saudita

O presidente da Rússia Vladimir Putin conversou nesta segunda-feira, 26, por telefone, com o rei saudita Salman, para discutir a regulação da crise na Síria, dando continuidade ao recente encontro entre os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Turquia, Arábia Saudita e o secretário de Estado dos EUA.


Sputnik

"Foi dada continuidade à troca de opiniões sobre uma série de questões relativas à regulação da crise síria, inclusive levando em contra a reunião quadripartida com a participação dos chefes das chancelarias da Rússia, Arábia Saudita, EUA e Turquia, bem como os futuros contatos em diversos níveis e formatos" – diz um comunicado publicado esta segunda-feira, 26 no site do Kremlin.


Vladimir Putin e Mohammad bin Salman
Mohammad bin Salman e Vladimir Putin © Sputnik/ Aleksey Nikolskyi

Segundo informou o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, o encontro com seus colegas de pasta, realizado em 23 de outubro, em Viena, terminou com o entendimento comum de que o "grupo de apoio" na solução da crise síria precisa ser expandido. Nas suas palavras, o grupo deve incluir representantes de todos os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU. Ele destacou que o formato também poderia incluir a Liga Árabe e Organização de Cooperação Islâmica.

O serviço de imprensa do Kremlin também informou que durante a conversa telefônica entre os líderes da Rússia e da Arábia Saudita "foi discutida a situação em torno regulação do Oriente Médio… ambas as partes manifestaram preocupação com a degradação da situação em Israel e na Palestina".

"O rei saudita elogiou o papel tradicionalmente ativo da Rússia na promoção do processo de paz" – disse Kremlin.



Postar um comentário