Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Queda de F/A-18 Hornet dos Marines na Inglaterra mata piloto

Poder Aéreo

Um caça F/A-18 Hornet pertencente ao USMC (US Marine Corps) em rota de Bahrain para os EUA caiu nesta quarta-feira em terras agrícolas no leste da Inglaterra, matando o piloto, informaram a polícia britânica e fontes militares americanas.




O avião havia decolado da base RAF Lakenheath em Suffolk – uma base dos EUA – e caiu perto da cidade de Ely, Cambridgeshire, disse a polícia em um comunicado.

O jato era um F/A-18C e pertencia ao Esquadrão 232, de acordo com a Marine Corps Air Station Miramar, na Califórnia. Em comunicado, o Corpo de Fuzileiros Navais confirmou a morte de piloto do avião. Não se sabe se ele ejetou da aeronave.

O caça estava transitando de Bahrein para Miramar em um voo de seis aeronaves, quando caiu cerca de seis milhas a noroeste da pista. Os cinco restantes F/A-18C desviaram com segurança para a base RAF Lossiemouth.

A Guarda Costeira do Reino Unido está atualmente na cena do local do acidente e está em estreita coordenação com autoridades militares dos EUA, informou o comunicado. A causa do acidente ainda é desconhecida.



Postar um comentário