Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Rússia e EUA estão próximos de acordo sobre voos militares na Síria

A Rússia e os EUA estão próximos de um acordo sobre a presença da aviação dos dois países na Síria.


Sputnik

"Ontem, teve lugar uma nova ronda de negociações sobre um possível acordo sobre a garantia de segurança dos voos sobre a Síria russos e da coalizão liderada pelos EUA. Nós notamos que as nossas posturas estão se aproximando nos principais ítens do documento futuro", disse nesta quinta-feira (15) o porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.


Piloto de Su-25 antes de voo.
© Sputnik/ Dmitry Vinogradov

Treinamento

Além disso, o porta-voz militar ressaltou que na quarta-feira (14), começou "a primeira etapa de treinamentos para prevenir incidentes perigosos no céu sobre a República Árabe da Síria entre a Força Aeroespacial da Rússia e a Força Aérea israelense".

A segunda fase dos exercícios terá lugar mais tarde nesta quinta-feira.

Campanha russa

Nas últimas 24 horas, a aviação russa realizou 33 voos sobre a Síria, assestando golpes a objetos do Estado Islâmico nas províncias de Idlib, Hama, Damasco, Aleppo e Deir ez-Zor, precisou Konashenkov.

As Forças Aeroespaciais da Rússia destruíram um sistema de lançamento de mísseis Osa, que os militantes do Estado Islâmico (grupo terrorista proibido na Rússia e que controla grandes áreas na Síria e no Iraque) tinham capturado do exército sírio.

O militar destacou que observa-se retirada dos terrorists em várias regiões da Síria, duas semanas depois do início da campanha russa.

Em 30 de setembro, a Rússia autorizou o envio da sua Força Aeroespacial à Síria, após Damasco ter pedido ajuda militar russa no combate ao Estado Islâmico.


Postar um comentário