Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Diferentes e parecidos: em que aspectos F-16 e MiG-29 se desafiam

Famoso, leve, universal e ainda relevante: há 40 anos, em 15 de agosto de 1978, a Força Aérea dos EUA adotou em serviço um caça multifuncional de quarta geração – o F-16.
Sputnik

No total, até 2018, mais de 4.500 aeronaves desse tipo foram construídas. Por sua produção em massa o "falcão de ataque", como os pilotos batizaram respeitosamente a aeronave, é um recorde mundial absoluto entre os caças leves. E por suas capacidades de voo e combate o F-16 figura ao mesmo nível dos principais concorrentes – os caças soviéticos e russos MiG-29.

Nesta matéria, a Sputnik apresenta as semelhanças e diferenças entre esses projetos, implementados quase simultaneamente.

Pequeno e armado

Na década de 1970, antes da introdução do caça pesado F-15 Eagle, a Força Aérea dos EUA percebeu que necessitava de um aparelho mais barato, simples e tecnologicamente avançado – um caça tático leve para obter superioridade aérea local. Cinco empresas norte-americanas apresentaram seus projetos. O Pentágono con…

Rússia envia 20 toneladas de ajuda humanitária a Síria

Alimentos e itens de primeira necessidade foram entregues em Latakia. Avião de carga também resgatou mais de 80 estrangeiros no país.


ITAR-TASS

Na sexta-feira passada (16), a aeronave russa Ilyushin IL-76 aterrissou no aeroporto de Latakia, na Síria, portando 20 toneladas de ajuda humanitária aos locais.


Avião soviético da década de 1960 foi responsável pelo transporte de ajuda à Síria Foto:Andrêi Stenin/RIA Nôvosti

“O avião do Ministério para Situações de Emergência entregou mais de 20 toneladas de ajuda humanitária para a população síria: carne e peixe enlatados, leite, açúcar, cobertores e itens de primeira necessidade”, informou a assessoria da pasta.

O avião também buscou mais de 80 cidadãos da Rússia, da Comunidade do Estados Independentes (ex-repúblicas soviéticas) e de outros localidades que desejavam deixar a Síria devido às hostilidades.

A ajuda prestada à Síria havia sido instruída pelo governo em meio às ações no país.

Nesta segunda-feira (19), o porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konachenkov, anunciou que os disparos efetuados pela Rússia na últimas 24 horas atingiram 49 bases do Estado Islâmico (IS) nas cidades de Aleppo, Damasco, Idlib, Latakia e Hama.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas