Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Rússia fornece ajuda militar a curdos iraquianos a pedido de Bagdá

A Rússia fornece ajuda militar e técnica aos curdos iraquianos com o consentimento de Bagdá e por meio do governo do país, declarou nesta quarta-feira o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.


Sputnik

“No que se refere ao Iraque, é imprescindível fortalecer os esforços conjuntos do governo central iraquiano e do Curdistão iraquiano em sua luta contra o terrorismo, trabalho que fazemos em acordo com as autoridades do Iraque e por meio de seu governo”, disse Lavrov em uma entrevista coletiva.


Militares curdos
Militares curdos © AFP 2015/ Marwan Ibrahim

O chanceler russo ressaltou que “no contexto da luta contra o terrorismo, como parte do reforço da capacidade defensiva para combater o Estado Islâmico e outros grupos semelhantes, está sendo fornecida ajuda técnica e militar aos governos soberanos, inclusive os governos de Síria e Iraque.”

Nesta quarta-feira, um porta-voz da Chancelaria turca disse à Sputnik que o embaixador dos EUA, John Bass, e o representante da Rússia, Andrei Karlov, foram chamados a dar explicações por causa da suposta ajuda militar prestada aos curdos sírios.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas