Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Rússia fornece ajuda militar a curdos iraquianos a pedido de Bagdá

A Rússia fornece ajuda militar e técnica aos curdos iraquianos com o consentimento de Bagdá e por meio do governo do país, declarou nesta quarta-feira o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.


Sputnik

“No que se refere ao Iraque, é imprescindível fortalecer os esforços conjuntos do governo central iraquiano e do Curdistão iraquiano em sua luta contra o terrorismo, trabalho que fazemos em acordo com as autoridades do Iraque e por meio de seu governo”, disse Lavrov em uma entrevista coletiva.


Militares curdos
Militares curdos © AFP 2015/ Marwan Ibrahim

O chanceler russo ressaltou que “no contexto da luta contra o terrorismo, como parte do reforço da capacidade defensiva para combater o Estado Islâmico e outros grupos semelhantes, está sendo fornecida ajuda técnica e militar aos governos soberanos, inclusive os governos de Síria e Iraque.”

Nesta quarta-feira, um porta-voz da Chancelaria turca disse à Sputnik que o embaixador dos EUA, John Bass, e o representante da Rússia, Andrei Karlov, foram chamados a dar explicações por causa da suposta ajuda militar prestada aos curdos sírios.


Postar um comentário