Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Rússia pode usar Marinha para bloquear a costa síria

A Rússia pode usar a sua Frota do Mar Negro para bloquear a costa síria e fornecer armas, assim como executar ataques de artilharia, disse o presidente do Comitê da Defesa da Duma Estatal russa e ex-comandante desta frota, Vladimir Komoedov.


Sputnik

“Quanto ao uso da Frota do Mar Negro na operação, não acho que isto possa acontecer, mas em termos de um bloqueio da costa, acho que é bastante possível. A realização de ataques de artilharia não está excluída; os navios estão prontos para isso, mas neste momento isto não faz sentido. Os terroristas estão no interior [da Síria], fora do alcance da artilharia”, explicou Komoedov.
O deputado acrescentou que o número de navios a eventualmente ser usado na operação irá depender de intensidade dos confrontos. Ele sublinhou que a flotilha mediterrânea da Marinha russa neste momento é suficiente para realizar ações na área. 


Cruzador de mísseis Moskva, navio principal da Frota do mar Negro da Rússia
Cruzador de mísseis Moskva © Sputnik/ Grigoriy Sisoev

Komoedov também manifestou que os barcos auxiliares serão seguramente usados na operação contra o Estado islâmico para fornecer armamentos, assim como equipamento militar e técnico.

A Rússia realiza desde 30 de setembro ataques aéreos localizados contra alvos do Estado Islâmico na Síria. Este passo vem depois de Damasco ter pedido ajuda militar à Federação da Rússia no combate ao terrorismo na Síria. Os alvos são selecionados através de dados da inteligência russa e síria, inclusive através de reconhecimento aéreo.

O embaixador da Síria na Rússia, Riad Haddad, confirmou anteriormente que os ataques são realizados exatamente contra grupos armados terroristas e não contra a oposição ou a população civil. Segundo os dados do embaixador, o exército sírio tem as coordenadas exatas das posições dos terroristas.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas