Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

‘Sedes da OTAN multiplicam-se como coelhos'

O secretário geral da OTAN, Jens Stoltenberg, espera que na reunião dos ministros de Defesa dos países-membros da OTAN em 8 de outubro será recebido o consentimento para a abertura de dois sedes da Aliança na Eslováquia e na Hungria. Os planos da OTAN comenta o especialista militar russo, coronel Viktor Baranets.


Sputnik

"Multiplicando estas sedes como coelhos australianos, a OTAN está tentando, por um lado, justificar a sua própria existência, por outro ligar mais profundamente os governos dos países membros para a Aliança", disse Baranets.


As bandeiras dos países membros da OTAN perto da sede da OTAN em Bruxelas
© AP Photo/ Geert Vanden Wijngaert

Ele observou que, no contexto da crise ucraniana as estruturas da OTAN estão constantemente a ser reformadas, por exemplo, na Polónia, está prevista a abertura de um novo centro de inteligência.

"Tudo isto tem alguma importância prática? Eu não vejo outra coisa senão um significado burocrático. Não há nenhuma ameaça para a Rússia destas estruturas, porque elas não são objetos estratégicos. Eles não aumentam o potencial de combate da OTAN, mas ao contrário enfraquecem. Afinal, cada novo elo faz mais difícil a gestão de uma estrutura já gigantesca da aliança", disse Baranets.

Ele acrescentou que, após a decisão da UE de deportar 400 mil imigrantes parece que a OTAN está tentando organizar uma nova estrutura de inteligência, devido ao afluxo de refugiados.

"É claro que há uma questão de segurança. Os membros da OTAN estão pensando como eliminar dessa massa de pessoas terroristas, funcionários de inteligência. E como sabemos há muitos deles entrando na Europa com os imigrantes ilegais. A OTAN está alarmado e tenta reagir à nova situação na Europa", acredita o especialista.

Segundo ele, não é necessário considerar os planos da NATO para estabelecer uma sede na Eslováquia e na Hungria como uma resposta à situação na Ucrânia.

"No contexto do processo de paz e implementação dos acordos de Minsk por ambas as partes estas palavras aparecem como uma folha de figueira para cobrir os objetivos verdadeiros… Gostaria de chamar a atenção da Eslováquia e da Hungria para o outro fato. A sede da OTAN, não é um apartamento comum em um edifício residencial. A estrutura político-militar que exige muitos gastos do país de acolhimento".

"O regulamento da Aliança obriga cada um dos seus membros desembolsar uma soma igual a 2% do PIB nacional. A manutenção da sede da OTAN vai custar a Eslováquia e a Hungria muito caro. Eles estão dispostos a desembolsar mais dinheiro para a estrutura militar burocrática?" — concluiu Baranets.



Postar um comentário