Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Submarino nuclear russo conclui com sucesso travessia no Ártico

O submarino atômico estratégico Yuri Dolgorukiy voltou à base principal das forças submarinas da Flotilha do Norte após cumprir com sucesso uma travessia de dois meses no Ártico, declarou o chefe de imprensa da Flotilha, capitão Vadim Serga.


Sputnik

“Segundo o relato do capitão Vladimir Shirin, comandante da travessia, as missões foram cumpridas com sucesso em sua totalidade pela tripulação. A parte material da embarcação funciona corretamente, a tripulação está bem de saúde e pronta para continuar cumprindo as tarefas requisitadas.”


Submarino nuclear Yuri Dolgoruki
Submarino nuclear Yuri Dolgorukiy © Sevmash

Os resultados da primeira navegação autônoma no Oceano Glacial Norte também foram altamente valorizadas pelo comando da Flotilha do Norte da Rússia.

“A tripulação do Yuri Dolgorukiy confirmou mais uma vez que a Armada Russa atualmente dispõe dos submarinos de mísseis nucleares mais modernos, capazes de cumprir missões de contenção estratégica nos oceanos do mundo, inclusive a navegação sob gelo no Ártico”, declarou o comandante da Flotilha do Norte, Vladimir Korolev, citado por Serga.

Submarino da classe Borei, o Yuri Dolgorukiy foi incorporado à Marinha russa em 2012.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas