Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

EUA cederão equipamentos de antiartilharia à Ucrânia

Os Estados Unidos continuam fornecendo ajuda técnica e militar a Kiev e entregará em breve estações antiartilharia, declarou o Ministério da Defesa ucraniano.


Sputnik

A declaração foi feita ao término da visita a Kiev de Elissa Slotkin, secretária adjunta de Defesa dos EUA para assuntos de segurança internacional.


Estación antiartillería Centurion C-RAM
Estação antiaerea Centurion C-RAM © Foto: Raytheon

"Elissa assegurou que a ajuda, que consiste no fornecimento de equipamento militar, inclusive veículos Hammer, visores noturnos, coletes à prova de bala e outros, não terminará, e a Ucrânia receberá em breve estações antiartilharia", informou o departamento militar ucraniano.

Slotkin se reuniu com o vice-ministro da Defesa, Yuri Gusev, que agradeceu pela ajuda americana, em particular por destinar US$ 300 milhões em 2016 para a reforma do Ministério da Defesa ucraniano.

A secretária adjunta comentou que a situação atual no mundo e em especial na Ucrânia faz necessárias mais consultas bilaterais como as realizadas durante essa visita a Kiev.


Postar um comentário