Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Exército reforça abastecimento em 76 cidades piauienses afetadas pela seca

Ao todo, 167 municípios decretaram estado de emergência no estado.
Cerca de 600 pipeiros foram contratados, que atenderam 305 mil pessoas.


Do G1 PI

Um total de 76 cidades do Piauí que decretaram emergência por conta da estiagem contarão com reforço do Exército Brasileiro na distribuição de água através de carros-pipa.



Segundo o general Manoel Luiz Pafiadache, comandante da 3ª Região Militar do Nordeste, o serviço está em planejamento. A solicitação do abastecimento deve ser feita pelo próprio município, ao decretar situação de emergência junto ao Ministério da Integração Nacional.

"A operação emergencial existe há 16 anos e abrange todo o semiárido que vai do Norte de Minas Gerais até o Piauí. São cerca de 870 municípios apoiados e contratados 6.500 pipeiros, que atendem mais de três milhões de pessoas", explicou.

No Piauí, apesar de 167 municípios terem decretado situação de emergência, apenas 76 cidades contarão com o reforço. Para o serviço foram contratados 600 pipeiros, que atenderão 305 mil pessoas.

"Infelizmente temos que trabalhar com pior hipótese do clima, que deve continuar nesta seca em 2016. A única diferença que pode ocorrer é de novas cidades entrarem em emergência. Neste momento vamos atender 76 municípios, porque os demais estão sendo avaliados", disse o general.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas