Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

F-14 da IRIAF interceptam Tu-95 russo a caminho da Síria (vídeo)

Poder Aéreo

Para a alegria de muitos aficionados em aviação de combate o Tomcat ainda está operacional. Um elemento (duas aeronaves) destes famosos caças foram filmados pelas tripulações dos bombardeiros russos Tu-95 que atacaram instalações do Estado Islâmico nesta semana. Os aviões pertenciam à IRIAF (Islamic Republic of Iran Air Force), segundo e último usuário de Tomcat.


F-14 da IRIAF intercepta Tu-95 russo 2

A imagem acima, obtida a partir do vídeo, mostra um F-14 aparentemente sem armamento externo. Possivelmente o canhão interno Vulcan de 20mm esteja operacional. Há informações de que os iranianos teriam feito engenharia reversa nos mísseis AIM-54 Phoenix criando o Fakour-90.



Postar um comentário