Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

França fez dura condenação ao ataque da Turquia contra a Rússia no Conselho da OTAN

Paris condenou asperamente a derrubada do bombardeiro russo Su-24 por parte da Turquia durante a reunião do Conselho da OTAN em 24 de novembro, segundo revelou uma fonte diplomática nesta sexta-feira (27).


Sputnik

Após o incidente, a OTAN expressou solidariedade com a Turquia e ofereceu apoio para Ankara dizendo que as avaliações do incidente por parte da Aliança do Norte eram consistentes com as informações fornecidas pelo país, que alegou que o avião de guerra russo havia brevemente violado o espaço aéreo turco.


Presidente da Rússia Vladimir Putin e presidente da França François Hollande
Vladimir Putin e François Hollande © REUTERS/ Michel Euler

"A Grécia foi a primeira a se pronunciar no Conselho, e deu o tom para a discussão, porque as aeronaves turcas constantemente violam o espaço aéreo grego. Em seguida, o representante francês fez um discurso duro", disse a fonte à Sputnik, acrescentando que o apoio da OTAN não foi unânime.

Segundo a fonte, o representante de Paris disse que as atividades turcas estavam minando a operação contra o grupo terrorista Estado Islâmico.


Postar um comentário