Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Hackers invadem servidores do Exército e vazam CPFs de militares

Além dos números de CPF, hackers também divulgaram senhas de internet. Exército informou que invasão não comprometeu sistemas de defesa.


Forças Terrestres

Hackers invadiram servidores de rede do Exército Brasileiro entre domingo (8) e segunda-feira (9). Após o ataque, confirmado pelo Exército, números de CPF de ao menos 800 militares foram vazados em fóruns de hackers na internet.
Além dos números de CPF, os hackers também divulgaram senhas de militares utilizadas para acesso a diversas páginas do Exército.




De acordo com publicações de hackers veiculadas na internet, o ataque teria sido um revide a um comportamento do integrantes do Exército em uma recente competição de segurança digital. Segundo os hackers, os militares teriam infringido regras da competição.

Procurado pelo G1, o Exército confirmou a invasão dos servidores e informou que o assunto está sendo tratado pelo Centro de Coordenação para Tratamento de Incidentes de Rede do Exército.


Além disso, o Exército informou que o incidente não comprometeu os sistemas estratégicos de defesa dos servidores.

Leia abaixo a nota divulgada pelo Exército:

O Centro de Comunicação Social do Exército confirma a ocorrência do incidente e informa que o assunto está sendo tratado pelo Centro de Coordenação para Tratamento de Incidentes de Rede do Exército. Informa ainda que o incidente não comprometeu os sistemas estratégicos de defesa.

Postar um comentário