Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Kremlin: é errado fazer suposições prematuras sobre queda do Su-24 russo na Síria

O avião russo Su-24 que foi abatido quando sobrevoava o território sírio foi localizado no espaço aéreo da Síria, segundo declarou o porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov.


Sputnik

"Até agora nós e o Ministério da Defesa não sabíamos a razão da queda do avião de combate. Sabemos claramente que o avião se encontrava no espaço aéreo sírio", disse.


Sukhoi Su-24 Fencer

Ele sublinhou que o primeiro comunicado do Ministério sobre a queda do avião foi baseado em informação preliminar.

O porta-voz reafirmou que, antes da queda, o avião foi localizado voando sobre o território da Síria, como já foi indicado no comunicado do departamento militar russo e apelou a ter paciência até que a razão exata seja estabelecida.

"Seria errado fazer quaisquer suposições agora e fazer declarações até que tenhamos o quadro completo. Porém, nós devemos ter paciência. O incidente é muito sério, mas é impossível dizer algo sem a informação completa", declarou Peskov.

Segundo o porta-voz do Kremlin, o presidente russo Vladimir Putin poderá fazer declarações sobre a queda do avião militar russo Su-24 durante a reunião nesta terça-feira (24) com o rei da Jordânia, Abdullah II bin Al-Hussein.

A representante oficial do Ministério do Exterior russo, Maria Zakharova, publicou um post na sua página na rede social Facebook, também sublinhando a necessidade de investigar o caso.

“Quando o Ministério da Defesa da Rússia publicar informação adicional, que poderemos compartilhar com a mídia, vamos fazer isso imediatamente”.



Postar um comentário