Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Caça F-22 dos EUA faz pouso de emergência no Alasca

Nesta quarta-feira (11), um caça de quinta geração F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA fez um pouso de emergência em uma base militar no Alasca, de acordo com a agência AP.
Sputnik

De acordo com a agência, a aeronave aterrissou na base de Elmendorf-Richardson, na cidade de Anchorage, devido a uma falha no funcionamento do chassi de aterrissagem.

As imagens do acidente divulgadas pelo Facebook demonstram que uma das rodas não saiu e a aeronave acabou pousando sobre sua asa esquerda.

O piloto saiu ileso. Entretanto, a porta-voz da Força Aérea dos EUA, Erin Eaton, informou sobre o início de uma investigação da ocorrência.

Outros acidentes

O avião F-22 é um caça bimotor monolugar produzido pela corporação norte-americana Lockheed Martin. A Força Aérea dos EUA conta com 186 aeronaves do modelo.

Em abril, foi registrada uma falha de motor em um F-22 durante a decolagem da base aérea de Fallon, como resultado a aeronave acabou caindo sobre a pista.

Outro acidente, que também ocorreu em abril, teve lu…

Marinha russa testa nova fragata furtiva

A Rússia continua a realizar testes com uma fragata avançada totalmente invisível a radares. Uma série de navios de guerra dessa classe deve ser construída para a Marinha da Rússia, afirmou o comandante-geral-assistente, Andrei Surov.


Sputnik

A fragata Almirante Gorshkov, que está atualmente passando por testes, pode se tornar o navio-modelo da Marinha por causa de várias características de engenharia inovadoras.


Fragata Almirante Gorshkov
Fragata stealth Admiral Gorshkov © Foto: Sdelano U Nas

Segundo Surov, a embarcação foi projetada para ser totalmente invisível a sistemas de radares inimigos.

“A fragata que estamos tentando agora — Almirante Gorshkov — é inovadora, com várias tecnologias de última geração. A embarcação é sem igual entre as suas antecessoras. Ela tem algo de corvetas, incluindo tecnologias furtivas e seu desenho geral”, disse Surov à rádio Eco de Moscou.

Embarcações deste tipo são protegidas contra radares por rádio e sistemas óticos.

“A maior parte das peças externas e antenas do navio estão cobertas. A fragata também é desenhada para absorver ondas de rádio”, Disse Surov.

Quando um navio absorve ondas de rádio, ele diminui a reflexão das ondas, fazendo com que os radares tenham mais dificuldade em detectar a embarcação.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas