Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Medvedev: Turquia ameaça as relações entre OTAN e Rússia

Dmitry Medvedev criticou a derrubada pela Turquia do avião Su-24 russo sobre o território sírio e chamou a de "ato criminoso irresponsável".


Sputnik

"Isso mostra que Ankara está protegendo a organização terrorista o Estado Islâmico (proibido na Rússia)", disse Medvedev. 


Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev
Dmitri Medvedev © Sputnik/ Alexander Astafyev

"A imprudência das ações criminosas das autoridades turcas em relação à derrubada do avião russo Su-24 levou a três consequências. O primeiro é o perigoso agravamento das relações entre a Rússia e a OTAN que não podem ser justificadas por quaisquer interesses, incluindo a proteção das fronteiras do Estado", disse o primeiro-ministro russo.

"As ações da Turquia, basicamente, deixaram claro que o país protege o Estado Islâmico. Isso não é surpreendente, considerando os relatos de que alguns altos funcionários turcos têm interesse no petróleo barato proveniente do Estado Islâmico", disse Dmitry Medvedev.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas