Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Mísseis de cruzeiro russos atingem fábrica de explosivos em Idlib

Os aviões Tu-95MS da Força Aeroespacial da Rússia lançaram mísseis de cruzeiro contra armazéns de armas, fábrica de explosivos, um ponto de comando e o estado-maior do Estado Islâmico em Idlib.


Sputnik

Aeronaves da Aviação de Largo Alcance russo foram usadas na Síria na semana em curso e o resultado desta novidade é já visível.


Tupolev Tu-95

Em entrevista coletiva desta quinta-feira (19), o exército russo comentou os êxitos da campanha aérea russa na Síria.

Segundo o chefe do Diretorado Operacional Principal do Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Federação da Rússia, Andrei Kartapolov, um total de 12 mísseis de cruzeiro foi lançado hoje.

Já na quarta-feira (18), 16 mísseis de cruzeiro lançados pela aviação russa atingiram sete objetos importantes do grupo terrorista.

Já o total de voos planejados nesta quinta é 98. O número dos voos realizados é 60. 190 instalações do Estado Islâmico foram atingidas.

"A Força Aeroespacial da Rússia continua assestando golpes aéreos maciços contra posições de terroristas conforme o plano da operação aérea", disse Kartapolov.

Em dois dias, 126 voos de combate foram realizados pelos aviões russos que decolam da base aérea de Hmeymim, na província de Lataquia.

Além de Idlib, alvos dos terroristas foram atingidos nas províncias de Raqqa e Deir ez-Zor.

Campanha

A Rússia enviou a sua aviação à Síria em 30 de setembro, após pedido correspondente de Damasco.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas