Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Rússia apresenta protesto oficial contra a Turquia

A Rússia apresentou um protesto formal ao adido militar da Turquia por conta da derrubada do jato russo Su-24 por um F-16 turco, no norte da Síria, nesta terça-feira, segundo informou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Nós estamos considerando as ações da Força Aérea turca um ato hostil", disseram as autoridades russas através de um comunicado oficial.


Bombardeiros russos Su-24
Sukhoi Su-24 © Sputnik/ Igor Zarembo

Segundo o serviço de imprensa do ministério, a Defesa russa tentou estabelecer comunicações com Ancara imediatamente após o incidente, mas as tentativas não foram bem sucedidas.

Nesta manhã, um bombardeiro Sukhoi Su-24 das Forças Armadas da Rússia foi abatido por um caça turco, com dois militares a bordo, quando participava de um ataque a posições terroristas no norte da Síria. A Turquia alega que o avião russo teria violado o seu espaço aéreo, mas Moscou nega essa informação.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas