Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Rússia pode usar meios de guerra eletrônica na Síria

A Rússia pode começar a usar meios de guerra eletrônica no espaço aéreo sírio para proteger os seus pilotos, disse general Yevgeny Buzhinsky.


Sputnik

A Rússia será obrigada a usar na Síria meios de combate radioeletrônico e usar aviões de missões especiais para prevenir incidentes parecidos com o que aconteceu na fronteira entre a Síria e a Turquia e assegurar voos seguros dos bombardeiros russos, disse o general Yevgeny Buzhinsky, ex-oficial do Ministério da Defesa russo.


Apresentação de sistema de neutralização radioelectrônica Leyer 2
Sistema de Neutralização Eletrônica Leyer 2 © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

“Quanto às consequências que este incidente terá para o decorrer da operação [russa] no futuro, penso que os nossos pilotos prestarão mais atenção e, se os turcos continuarem comportar-se do mesmo modo, a Rússia será obrigada a usar meios de neutralização radioeletrônica e guerra eletrônica, bem como usar aviões de missões especiais para proteger os nossos pilotos contra disparos de mísseis”, afirmou o general.

Buzhinsky acrescentou que os meios de controle permitem determinar como e onde foi abatido o bombardeiro russo, excluindo divergências em relação a esta questão.


Postar um comentário