Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Caças russos Su-24 e Su-25 embarcam em novas missões contra Daesh na Síria

A aviação da Rússia continua realizando missões de ataque contra posições do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) na Síria. 


Sputnik

Na sexta-feira (5), o ministério da Defesa da Rússia revelou que durante a semana de 26 de novembro a 4 de dezembro a aviação russa realizou 431 voos de combate contra posições do Daesh na Síria, atingindo um total de 1.458 alvos terroristas.


Bombardeiro Su-24 decola a partir de aeródromo de Khmeimim na Síria
Sukhoi Su-24 Tchemodan © Sputnik/ Dmitry Vinogradov

Segundo o general, entre alguns dos principais alvos terroristas destruídos pelos aviões russos durante a semana constam um grande depósito de armamentos e munições, 12 estações de processamento de combustível, 8 campos de petróleo e mais de 170 estações de distribuição de petróleo, além de postos de comando, campos de treinamento de depósitos de armamentos menores.

Ele revelou ainda, que após o incidente com o bombardeiros Su-24, abatido pela Turquia sobre o território da Síria, todos os voos russos no país contam com a cobertura dos caças Su-30.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas