Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Explosão ocorre perto da Universidade Estatal de Damasco. Há vítimas

Explosão ocorre perto da Universidade Estatal de Damasco. Há vítimas


Sputnik

Explosão ocorre perto da Faculdade de Medicina da Universidade Estatal de Damasco. Há vítimas, segundo testemunhas oculares.


Ações militares perto de Damasco
© Sputnik/ Michael Alaeddin

Segundo o correspondente do RT, a bomba visava um ônibus onde seguiam militares do exército sírio.

De acordo com a agência RIA Novosti, cerca de dez militares do exército sírio ficaram feridos.​

«A bomba foi ativada quando o ônibus estava virando para a rodovia Mezze, perto da faculdade da Medicina da Universidade Estatal de Damasco», disse o testemunha à RIA Novosti.

Segundo o funcionário do Crescente Vermelho, 10 militares foram hospitalizados, há pessoas gravemente feridas.

O tráfego rodoviário em direção ao centro da cidade está praticamente paralisado, o local da explosão foi circunscrito por militares.


Postar um comentário