Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Força Estratégica de Mísseis da Rússia receberá novas armas antes do Ano Novo

A Força Estratégica de Mísseis da Rússia irá receber novas armas e munições. O número total das peças, que incluem mísseis balísticos intercontinentais, lançadores de mísseis e pontos móveis de comando, supera 50.


Sputnik

De acordo com o representante do serviço de imprensa do setor da Força Estratégica de Mísseis do Ministério da Defesa da Rússia, coronel Igor Egorov, as peças serão transferidas à Força ainda neste ano, cujo último mês acaba de começar.


Míssil balístico intercontinental An RS-24 Yars / SS-27 Mod 2 em Moscou
Míssil balístico An RS-24 Yars / SS-27 mod 2 © Sputnik/ Host Photo Agency

"A última etapa da modernização das munições da Força Estratégica de Mísseis da Rússia em 2015, a Força obterá mais de 50 peças de munições modernas, material bélico e equipamento especial, inclusive mísseis balísticos intercontinentais, complexos autônomos de lançamento, pontos de comando móveis para regimentos e divisões da Força, veículos de patrulha de combate, veículos de suporte técnico e de camuflagem", disse Egorov em uma entrevista coletiva nesta terça-feira (1).

O coronel não deixou de anunciar planos para o ano que vem. Segundo ele, em 2016, atenção especial será prestada à preparação profissional do contingente militar. As normas e exigências para todas as categorias de militares serão revistas, também as técnicas usadas em exercícios serão adaptadas às condições de combate observadas nos teatros de guerra contemporâneos.

Além disso, o coronel Egorov anunciou um aumento considerável de "testes relâmpago de prontidão de combate" na Força Estratégica de Mísseis da Rússia.


Postar um comentário