Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

TOA - MPF quer que Exército consulte indígenas antes de instalar microcentral hidrelétrica no Tumucumaque

Comunidades indígenas têm direito à consulta prévia, livre e informada sempre que empreendimentos afetem seu território
MPF | DefesaNet

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que determine à União, na figura do Exército Brasileiro, não instalar microcentral hidrelétrica na terra indígena do Parque do Tumucumaque (AP), até que sejam atendidos todos os requisitos constitucionais para a exploração de recursos hídricos em terra indígena. Além disso, há também a necessidade de avaliação dos impactos socioambientais do empreendimento, bem como a consulta livre, prévia e informada aos indígenas. A ação foi protocolada em 11 de outubro.

A microcentral tem o objetivo de fornecer energia elétrica para propiciar autonomia ao pelotão, composto por 45 militares, localizado na faixa de fronteira entre Brasil e Suriname, no parque do Tumucumaque. Atualmente, os militares contam apenas com oito horas diárias de energia elétrica, dependendo integralmente de geradores a diesel, óleo cujo trans…

Força Estratégica de Mísseis da Rússia receberá novas armas antes do Ano Novo

A Força Estratégica de Mísseis da Rússia irá receber novas armas e munições. O número total das peças, que incluem mísseis balísticos intercontinentais, lançadores de mísseis e pontos móveis de comando, supera 50.


Sputnik

De acordo com o representante do serviço de imprensa do setor da Força Estratégica de Mísseis do Ministério da Defesa da Rússia, coronel Igor Egorov, as peças serão transferidas à Força ainda neste ano, cujo último mês acaba de começar.


Míssil balístico intercontinental An RS-24 Yars / SS-27 Mod 2 em Moscou
Míssil balístico An RS-24 Yars / SS-27 mod 2 © Sputnik/ Host Photo Agency

"A última etapa da modernização das munições da Força Estratégica de Mísseis da Rússia em 2015, a Força obterá mais de 50 peças de munições modernas, material bélico e equipamento especial, inclusive mísseis balísticos intercontinentais, complexos autônomos de lançamento, pontos de comando móveis para regimentos e divisões da Força, veículos de patrulha de combate, veículos de suporte técnico e de camuflagem", disse Egorov em uma entrevista coletiva nesta terça-feira (1).

O coronel não deixou de anunciar planos para o ano que vem. Segundo ele, em 2016, atenção especial será prestada à preparação profissional do contingente militar. As normas e exigências para todas as categorias de militares serão revistas, também as técnicas usadas em exercícios serão adaptadas às condições de combate observadas nos teatros de guerra contemporâneos.

Além disso, o coronel Egorov anunciou um aumento considerável de "testes relâmpago de prontidão de combate" na Força Estratégica de Mísseis da Rússia.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas