Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

Irã tem provas das vendas de petróleo do Daesh à Turquia

O secretário do Conselho de Discernimento do Irã, Mohsen Rezaie, disse que Teerã está pronto para fornecer ao governo turco as informações necessárias sobre o Daesh e o seu comércio de petróleo, informou a mídia iraniana.


Sputnik

«Conselheiros militares iranianos na Síria tiraram fotos e filmaram todas as rotas utilizadas pelos caminhões-tanque do EI para a Turquia. Se as autoridades turcas não têm conhecimento das vendas de petróleo do Daesh em seu país, então podemos dar-lhes os /nossos/ dados da inteligência," disse Rezaie aos jornalistas na sexta-feira (4).





Rezaie também disse que, em breve, serão publicadas algumas notícias importantes sobre a "destruição dos terroristas do Daesh e a sua derrota».

Na quarta-feira, o Ministério da Defesa da Rússia, divulgou imagens de satélite de caminhões de petróleo cruzando a fronteira turco-síria como evidência de contrabando de petróleo sírio na Turquia.

O vice-ministro russo da Defesa, Anatoly Antonov acusou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e sua família de envolvimento direto em um comércio ilícito de petróleo realizado pelo Daesh.

Postar um comentário