Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Irã tem provas das vendas de petróleo do Daesh à Turquia

O secretário do Conselho de Discernimento do Irã, Mohsen Rezaie, disse que Teerã está pronto para fornecer ao governo turco as informações necessárias sobre o Daesh e o seu comércio de petróleo, informou a mídia iraniana.


Sputnik

«Conselheiros militares iranianos na Síria tiraram fotos e filmaram todas as rotas utilizadas pelos caminhões-tanque do EI para a Turquia. Se as autoridades turcas não têm conhecimento das vendas de petróleo do Daesh em seu país, então podemos dar-lhes os /nossos/ dados da inteligência," disse Rezaie aos jornalistas na sexta-feira (4).





Rezaie também disse que, em breve, serão publicadas algumas notícias importantes sobre a "destruição dos terroristas do Daesh e a sua derrota».

Na quarta-feira, o Ministério da Defesa da Rússia, divulgou imagens de satélite de caminhões de petróleo cruzando a fronteira turco-síria como evidência de contrabando de petróleo sírio na Turquia.

O vice-ministro russo da Defesa, Anatoly Antonov acusou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e sua família de envolvimento direto em um comércio ilícito de petróleo realizado pelo Daesh.

Postar um comentário