Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

Iraque pede intervenção da OTAN na situação das forças turcas em seu território

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, em uma conversa telefônica com o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, pediu que Aliança influencie a situação da introdução das forças armadas turcas no território do Iraque.


Sputnik

De acordo com as autoridades iraquianas, em 4 de dezembro, soldados turcos e veículos militares entraram na província iraquiana de Nínive, sob o pretexto de treinar batalhões populares curdos para combater os terroristas. O Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Defesa do Iraque classificaram a presença dos militares turcos como "ato hostil" que não tinha sido acordado com as autoridades do país. 


OTAN
© AFP 2015/ GEORGES GOBET

"O Iraque tem exigido através dos canais diplomáticos que a Turquia retire suas tropas, e deu-lhe um prazo de dois dias. A situação atual é uma violação da soberania iraquiana e a OTAN deve usar seus poderes para que a Turquia retire imediatamente as forças armadas do território iraquiano", disse em um comunicado o serviço de imprensa do primeiro-ministro iraquiano.

Stoltenberg, por sua vez, agradeceu al-Abadi por seus esclarecimentos, observando que a OTAN está interessada em proteger a soberania iraquiana. O secretário-geral prometeu transmitir os temores do Iraque ao representante da Turquia na OTAN e sublinhou a importância de uma solução diplomática para a crise.

No domingo, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, disse que as autoridades do país se reservam o direito de recorrer a todas as medidas possíveis, incluindo fazer um apelo ao Conselho de Segurança da ONU, se as tropas turcas não deixarem o país dentro de 48 horas. Na última segunda-feira (8), ele disse que a Turquia teria 24 horas antes do país trazer o assunto ao Conselho de Segurança da ONU.


Postar um comentário