Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Lei Seca: oficial da Aeronáutica é preso por desacato durante blitz em Natal

Fiscalização da Lei Seca aconteceu nesta sexta-feira (11) em Ponta Negra.
Oficial estava sob efeito de álcool e xingou policial militar durante abordagem.


Do G1 RN
Um oficial da Aeronáutica foi preso por desacato na madrugada desta sexta-feira (11) durante blitz da Operação Lei Seca, feita nas imediações de uma boate em Ponta Negra, Zona Sul de Natal. Ao todo, foram 23 carteiras de habilitação recolhidas.

Quase 60 carros foram deixados no estacionamento da boate (Foto: Capitão Styvenson Valentim/G1)
Quase 60 carros foram deixados no estacionamento da boate (Foto: Capitão Styvenson Valentim/G1)

Segundo o capitão PM Styvenson Valentim, o oficial estava sob efeito de álcool. Ele percebeu que a blitz estava acontecendo e passou o carro para uma mulher dirigir. "Ela também estava sob efeito de álcool e não tinha carteira de habilitação", informou.

Durante a abordagem, um policial militar recolheu a carteira do oficial. "Ele achou que não teria a carteira recolhida e ficou estressado. Com isso, o oficial xingou e ofendeu o policial", disse o capitão. O oficial da Aeronáutica foi levado para a delegacia.

O objetivo da blitz, segundo o capitão, era impedir que as pessoas dirigissem sob efeito de álcool. "Quase 60 carros foram deixados no estacionamento da boate e na rua. Muitas pessoas chamaram táxis. Outras dormiram no carro ou foram para a praia", disse. A blitz começou às 0h e terminou às 8h30.
Lei Seca

As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas