Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

MiG-35 utilizará sistema de navegação BINS

O caça MiG-35 terá o sistema BINS de navegação inercial sem plataforma, informou nesta sexta-feira Alexei Kuznetsov, diretor geral do Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou (MIEA), que desenvolveu o sistema.


Sputnik

“Assinamos um contrato para o fornecimento de vários modelos de BINS para os MiG-35, e os testes começarão no fim de 2015 e no início de 2016”, afirmou.


Caca russo MiG-35
Mig 35 © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

O sistema BINS processa os dados de navegação e pilotagem, determina os parâmetros e as coordenadas do alvo em movimento em regime autônomo, sem receber sinais da terra, do mar ou do espaço.

O MiG-35 é um caça polivalente da geração 4++, criado sobre a plataforma dos MiG-29/KUB e MiG-29M/M2, melhorando sua capacidade de combate e suas características de exploração.

A assinatura do contrato para o fornecimento desses caças ao Ministério da Defesa da Rússia deve acontecer no primeiro trimestre de 2016. A Força Aérea do país receberá as aeronaves entre 2018 e 2020.

O Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou é líder russo em desenvolvimento de sistemas de navegação e de controle de voo para aviões militares e civis. Pedidos de caráter militar atualmente correspondem a cerca de 70% da carteira do MIEA.



Postar um comentário