Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

MiG-35 utilizará sistema de navegação BINS

O caça MiG-35 terá o sistema BINS de navegação inercial sem plataforma, informou nesta sexta-feira Alexei Kuznetsov, diretor geral do Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou (MIEA), que desenvolveu o sistema.


Sputnik

“Assinamos um contrato para o fornecimento de vários modelos de BINS para os MiG-35, e os testes começarão no fim de 2015 e no início de 2016”, afirmou.


Caca russo MiG-35
Mig 35 © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

O sistema BINS processa os dados de navegação e pilotagem, determina os parâmetros e as coordenadas do alvo em movimento em regime autônomo, sem receber sinais da terra, do mar ou do espaço.

O MiG-35 é um caça polivalente da geração 4++, criado sobre a plataforma dos MiG-29/KUB e MiG-29M/M2, melhorando sua capacidade de combate e suas características de exploração.

A assinatura do contrato para o fornecimento desses caças ao Ministério da Defesa da Rússia deve acontecer no primeiro trimestre de 2016. A Força Aérea do país receberá as aeronaves entre 2018 e 2020.

O Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou é líder russo em desenvolvimento de sistemas de navegação e de controle de voo para aviões militares e civis. Pedidos de caráter militar atualmente correspondem a cerca de 70% da carteira do MIEA.



Postar um comentário