Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

MiG-35 utilizará sistema de navegação BINS

O caça MiG-35 terá o sistema BINS de navegação inercial sem plataforma, informou nesta sexta-feira Alexei Kuznetsov, diretor geral do Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou (MIEA), que desenvolveu o sistema.


Sputnik

“Assinamos um contrato para o fornecimento de vários modelos de BINS para os MiG-35, e os testes começarão no fim de 2015 e no início de 2016”, afirmou.


Caca russo MiG-35
Mig 35 © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

O sistema BINS processa os dados de navegação e pilotagem, determina os parâmetros e as coordenadas do alvo em movimento em regime autônomo, sem receber sinais da terra, do mar ou do espaço.

O MiG-35 é um caça polivalente da geração 4++, criado sobre a plataforma dos MiG-29/KUB e MiG-29M/M2, melhorando sua capacidade de combate e suas características de exploração.

A assinatura do contrato para o fornecimento desses caças ao Ministério da Defesa da Rússia deve acontecer no primeiro trimestre de 2016. A Força Aérea do país receberá as aeronaves entre 2018 e 2020.

O Instituto de Eletromecânica e Automação de Moscou é líder russo em desenvolvimento de sistemas de navegação e de controle de voo para aviões militares e civis. Pedidos de caráter militar atualmente correspondem a cerca de 70% da carteira do MIEA.



Postar um comentário