Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Militares dos EUA reconhecem que missão da Rússia na Síria é bem-sucedida

As autoridades dos Estados Unidos e analistas militares reconhecem que a missão russa na Síria é bem sucedida e ajudou a estabilizar o governo do país. A declaração é de um alto funcionário da Administração norte-americana, que pediu o anonimato.


Sputnik

"Eu acho que é indiscutível que o regime de Assad, com apoio militar russo, está, provavelmente, em uma posição mais segura do que era", disse a fonte do governo dos EUA, citada pela agência Reuters. 


Dia-a-dia na Base Aérea da Rússia na Síria
Sukhoi Su-25 e Su-24 em base aérea na Síria © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

Cinco outras autoridades dos EUA concordaram com a visão de que a missão russa tem sido quase sempre bem sucedida até agora.

A Rússia lançou uma operação contra posições do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) na Síria, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad, em 30 de setembro. A coalizão internacional liderada pelos EUA começou a realizar ataques aéreos nas posições dos jihadistas em setembro de 2014.

Na última sexta-feira (25), o Ministério da Defesa informou que a Força Aeroespacial da Rússia realizou 5.240 voos de combate na Síria desde o início da operação antiterrorista. Foi informado também nesta segunda-feira que a Força Aeroespacial russa realizou 164 missões e alvejou 556 instalações do Daesh nos últimos 3 dias.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas