Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Militares dos EUA reconhecem que missão da Rússia na Síria é bem-sucedida

As autoridades dos Estados Unidos e analistas militares reconhecem que a missão russa na Síria é bem sucedida e ajudou a estabilizar o governo do país. A declaração é de um alto funcionário da Administração norte-americana, que pediu o anonimato.


Sputnik

"Eu acho que é indiscutível que o regime de Assad, com apoio militar russo, está, provavelmente, em uma posição mais segura do que era", disse a fonte do governo dos EUA, citada pela agência Reuters. 


Dia-a-dia na Base Aérea da Rússia na Síria
Sukhoi Su-25 e Su-24 em base aérea na Síria © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

Cinco outras autoridades dos EUA concordaram com a visão de que a missão russa tem sido quase sempre bem sucedida até agora.

A Rússia lançou uma operação contra posições do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) na Síria, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad, em 30 de setembro. A coalizão internacional liderada pelos EUA começou a realizar ataques aéreos nas posições dos jihadistas em setembro de 2014.

Na última sexta-feira (25), o Ministério da Defesa informou que a Força Aeroespacial da Rússia realizou 5.240 voos de combate na Síria desde o início da operação antiterrorista. Foi informado também nesta segunda-feira que a Força Aeroespacial russa realizou 164 missões e alvejou 556 instalações do Daesh nos últimos 3 dias.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas