Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Nova arma hipersônica chinesa pode derrotar o sistema de defesa aérea dos EUA

A China realizou com sucesso o sexto vôo teste de seu DF-ZF (anteriormente conhecido como WU-14), veículo hipersônico de deslize (HGV, na sigla em inglês) projetado para derrotar as defesas antimísseis norte-americanas.


Sputnik

"O DF-ZF é um míssil de altíssima velocidade supostamente capaz de penetrar os sistemas de defesa aérea dos EUA baseados em mísseis de interceptação”, segundo escreveu Bill Gertz, da agência Washington Free Beacon.


Míssil hipersônico sendo lançado
Lançamento do míssil hipersônico © Sputnik/ Ildus Gilyazutdinov

O DF-ZF HGV foi lançado no centro de testes de mísseis de Wuzhai, na Província de Shanxi na região central da China. O dispositivo foi transportado por um míssil balístico até próximo da borda limítrofe da atmosfera, onde se separou do seu módulo lançador e, em seguida, deslizou para um campo de impacto há alguns milhares de quilômetros de distância, no oeste da China, de acordo com o relato do The Washington Free Beacon.

"O vôo DF-ZF foi monitorado por agências de inteligência norte-americanos e atingiu velocidades além do Mach 5, ou seja, cinco vezes a velocidade do som”, observou Gertz.

A ogiva DF-ZF HGV é carregada até a fronteira entre o espaço e a atmosfera terrestre, cerca de 100 km acima do solo, através de um intensificador balístico.

"Uma vez que atinge essa altura, [o projétil] começa a deslizar em uma trajetória relativamente plana, executando uma manobra de “pull-up” [levante] e acelera a velocidade de até o Mach 10”.

Os DF-ZF supostamente podem chegar a velocidades entre Mach 5 e Mach 10, ou 6.173 km (3.836 milhas) por hora e 12.359 (7.680) milhas por hora. O fato de se o dispositivo será armado com ogivas nucleares ou convencionais permanece obscuro.

Postar um comentário