Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

Putin: Rússia vai aperfeiçoar armas nucleares como fator de segurança

Rússia considera a modernização das suas armas nucleares como um fator de dissuasão e segurança, disse o presidente russo, Vladimir Putin, em um documentário exibido domingo.


Sputnik

As armas nucleares táticas dos EUA na Europa representam uma maior ameaça para a Rússia do que as da Rússia para os Estados Unidos, disse Vladimir Putin no documentário exibido no canal de televisão Rossiya.


17 de dezembro, 2015. O presidente russo Vladimir Putin está realizando a grande coletiva anual no Centro de comércio internacional em Moscou
Vladimir Putin © Sputnik/ Grigory Sysoyev

"Os Estados Unidos têm instalado as suas armas nucleares na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial, depois de se tornarem uma potência nuclear. Neste momento, os americanos estão atualizando as suas armas nucleares na Europa."

"Isso é uma coisa perigosa, claro. Porquê? Porque as nossas armas táticas não alcançam o território dos EUA, enquanto as armas nucleares americanas na Europa podem alcançar o nosso, o que as torna estratégicas e representa um risco maior para nós do que os nossos mísseis estratégicos representam para a América," acrescentou Putin.

"A tríade nuclear é a base da nossa política de segurança nuclear, mas nós nunca brandimos e nunca vamos brandir esse bastão nuclear, embora seja um elemento importante da nossa doutrina militar".

Putin disse que espera que não haja uma nova guerra mundial, uma vez que esta resultaria em uma catástrofe em escala global.

"Eu quero acreditar que não há nenhum louco na Terra que decida usar armas nucleares", acrescentou Putin.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas