Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Rússia cria seu próprio 'avião do Juízo Final’

A empresa russa Corporação Unida de Construção de Equipamentos (OPK na sigla em russo, subsidiária da exportadora russa Rostec) criou um ponto de comando aéreo de direção estratégica da segunda geração.


Sputnik

Os testes estatais do ponto de comando aéreo de direção estratégica terminaram com sucesso na Rússia. Até o fim do ano o sistema será entregada ao Ministério da Defesa russo, disse na terça-feira (1) a Corporação Unida de construção de equipamentos (OPK).


Avião russo Ilyushin Il-80
Ilyushin Il-80 © Foto: Wikipedia/Kirill Naumenko

Além da Rússia, somente os EUA possuem equipamentos semelhantes. Os norte-americanos nomearam o seu sistema parecido como 'avião do Juízo Final'. O ponto aéreo de gestão estratégica é uma ferramenta extremamente útil em condições de implantação rápida de forças, falta de infraestrutura terrestre, de comunicação e inoperabilidade de pontos de comando terrestre.

"A OPK criou para o Ministério da Defesa russo um ponto de comando aéreo de direção estratégica da segunda geração. O primeiro sistema de equipamentos a bordo do avião Ilyushin Il-80 passou por testes estatais com êxito e até o fim de 2015 será entregado ao cliente", diz-se no comunicado divulgado pela empresa.

Segundo as informações do comunicado, "tendo em conta as suas caraterísticas é um sistema único que assegura a gestão estratégica de tropas de todos os tipos".

A nova geração de pontos de comando aéreo é mais resistente, seguro e energeticamente eficiente, tem mais funções é parâmetros desenvolvidos.

"A estrutura do Il-80 permite levar a bordo altos comandantes das Forças Armadas da Rússia […] grupo operativo dos militares do Estado-Maior e especialistas do grupo técnico que assegura o funcionamento do equipamento especial do avião. As caraterísticas técnicas do sistema permitem dirigir tropas terrestres, a Marinha, a Força Aeroespacial e Força Estratégica de Mísseis", disse a corporação.

Mais antes se tornou público que a corporação russa já começou trabalhos para elaborar um ponto de comando aéreo da terceira geração.



Postar um comentário