Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Rússia reforçará fronteira marítima com a Turquia

A Rússia planeja reforçar sua patrulha fronteiriça no Mar Negro, onde faz fronteira com a Turquia, e também no Mar Cáspio, informa nesta terça-feira o jornal russo Izvestia.


Sputnik

Para isso, o Serviço Federal de Segurança russo, FSB, espera adquirir seis helicópteros rápidos Ka-226T pelo valor equivalente a US$ 33,7 milhões.


Kamov Ka-226

Segundo a reportagem, o objetivo principal dos helicópteros será a luta contra o terrorismo e a pirataria marítima.

O aumento das medidas de segurança se deve à situação na Síria, onde a Rússia bombardeia as posições do Daesh (grupo terrorista Estado Islâmico), assim como à atual tensão com a Turquia, cuja aviação derrubou um caça russo Su-24 há uma semana.

Os novos helicópteros realizarão patrulha de grandes distâncias, sendo capazes de detectar qualquer movimento em um raio de 600 quilômetros, e ficarão encarregados também das tarefas de inteligência.

O capitão aposentado Vasili Dandikin acredita que após o incidente com o Su-24, a OTAN aumentará sua presença nas águas do Mar Negro.

"A violação de fronteiras será controlada de maneira mais rigorosa, os helicópteros evitarão que navios turcos entrem em águas russas", completou Dandikin em declarações ao jornal Izvestia.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas