Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

Rússia reforçará fronteira marítima com a Turquia

A Rússia planeja reforçar sua patrulha fronteiriça no Mar Negro, onde faz fronteira com a Turquia, e também no Mar Cáspio, informa nesta terça-feira o jornal russo Izvestia.


Sputnik

Para isso, o Serviço Federal de Segurança russo, FSB, espera adquirir seis helicópteros rápidos Ka-226T pelo valor equivalente a US$ 33,7 milhões.


Kamov Ka-226

Segundo a reportagem, o objetivo principal dos helicópteros será a luta contra o terrorismo e a pirataria marítima.

O aumento das medidas de segurança se deve à situação na Síria, onde a Rússia bombardeia as posições do Daesh (grupo terrorista Estado Islâmico), assim como à atual tensão com a Turquia, cuja aviação derrubou um caça russo Su-24 há uma semana.

Os novos helicópteros realizarão patrulha de grandes distâncias, sendo capazes de detectar qualquer movimento em um raio de 600 quilômetros, e ficarão encarregados também das tarefas de inteligência.

O capitão aposentado Vasili Dandikin acredita que após o incidente com o Su-24, a OTAN aumentará sua presença nas águas do Mar Negro.

"A violação de fronteiras será controlada de maneira mais rigorosa, os helicópteros evitarão que navios turcos entrem em águas russas", completou Dandikin em declarações ao jornal Izvestia.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas