Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Sem refúgio: Forças sírias bombardeiam o Daesh em Homs, Aleppo e Hama

A Força Aérea da Síria intensificou sua campanha de bombardeios contra as posições do Daesh (autodenominado Estado Islâmico) nas províncias de Homs, Hama e Aleppo, segundo relata a agência de notícias Fars neste domingo (13).


Sputnik

“As posições do ISIL [Daesh] em Maheen e Quaryatayn, na província central de Homs, foram alvo de vários ataques aéreos por parte dos bombardeiros sírios, causando danos pesados aos redutos dos terroristas", disseram fontes citadas pela Fars.


Caça russo da era soviética MiG-23 das Forças Aéreas da Síria na base de Hama
Mig 23 da Força Aérea da Síria © Sputnik/ Dmitri Vinogradov

Da mesma forma, também houve intensos bombardeios nas linhas de defesa do Daesh nas províncias de Hama e Khneifis, resultando na morte e ferimento de muitos militantes islâmicos.

"A frota aérea síria também realizou vôos de combate ao longo dos centros do ISIL [Daesh] em Ein al-Jamajmeh e al-Nejarah, na província do norte de Aleppo, nos quais dezenas de militantes foram mortos ou feridos e onde sua estrutura militar também foi destruída", disseram as fontes.


Pelo menos 33 terroristas do Daesh foram mortos no ataque aéreo coordenado das forças governamentais sírias nas três províncias. A Fars também relatou anteriormente que caças sírios conduziram várias missões de combate sobre posições do Daesh em pelo menos quatro frentes de batalha estratégicas na província de Homs, bombardeando seus alvos com mais intensidade do que nunca.

Os ataques aéreos estão abrindo o caminho para as forças terrestres do país retomarem as cidades e povoados controlados pelos terroristas e para possibilitar o deslocamento em direção à antiga cidade de Palmira, que está nas mãos do Daesh desde maio.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas