Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Síria abre nova frente de combate ao terrorismo

Informações obtidas nesta terça-feira (1) confirmam que o exército da Síria tomou alturas estratégicas na província de Deraa, no Sudoeste do país.


Sputnik

De acordo com a agência de notícias iraniana Fars, o exército, atuando conjuntamente com as Forças Nacionais de Defesa, conseguiu tomar a montanha de Koum Aqre, perto das cidades de Kufer Shamis e al-Sheikh Maskin, que antes tinha sido controlada pela Frente al-Nusra, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países.


Soldados do exército sírio no monte Fátima, na província de Deraa, em março de 2015. Foto de arquivo
Soldados do exército sírio no monte Fátima © AFP 2015

Dezenas de jihadistas seriam mortos durante o combate.

Segundo a agência, o fato da reconquista de Koum Aqre marca a abertura de nova frente contra os terroristas na parte ocidental da Síria.

Na semana passada, as forças do governo conseguiram restaurar o controle sobre a aldeia de Khirbat Kom Maqaraq, considerada estratégica nesta região do país.

Já em 19 de novembro, a operação antiterrorista do exército sírio em Deraa se viu intensificada.

As forças armadas leais ao governo sírio têm que combater diversos grupos armados. Além dos jihadistas do Frente al-Nusra, Daesh, também conhecido como Estado Islâmico (ambos os grupos terroristas são proibidos na Rússia e em uma série de outros países) e outros grupos de tendência islamista, no país existem grupos de oposição armada, um dos cujos representantes é o Exército Livre da Síria.

Em 30 de setembro, a Rússia enviou a sua Força Aeroespacial (antiga Força Aérea) à Síria, após o pedido correspondente de Damasco ter sido aprovado pela câmara alta do parlamento russo. Moscou tem repetidamente frisado que não iria lançar uma operação terrestre no país sem respectivo pedido das autoridades do país.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas