Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Síria abre nova frente de combate ao terrorismo

Informações obtidas nesta terça-feira (1) confirmam que o exército da Síria tomou alturas estratégicas na província de Deraa, no Sudoeste do país.


Sputnik

De acordo com a agência de notícias iraniana Fars, o exército, atuando conjuntamente com as Forças Nacionais de Defesa, conseguiu tomar a montanha de Koum Aqre, perto das cidades de Kufer Shamis e al-Sheikh Maskin, que antes tinha sido controlada pela Frente al-Nusra, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países.


Soldados do exército sírio no monte Fátima, na província de Deraa, em março de 2015. Foto de arquivo
Soldados do exército sírio no monte Fátima © AFP 2015

Dezenas de jihadistas seriam mortos durante o combate.

Segundo a agência, o fato da reconquista de Koum Aqre marca a abertura de nova frente contra os terroristas na parte ocidental da Síria.

Na semana passada, as forças do governo conseguiram restaurar o controle sobre a aldeia de Khirbat Kom Maqaraq, considerada estratégica nesta região do país.

Já em 19 de novembro, a operação antiterrorista do exército sírio em Deraa se viu intensificada.

As forças armadas leais ao governo sírio têm que combater diversos grupos armados. Além dos jihadistas do Frente al-Nusra, Daesh, também conhecido como Estado Islâmico (ambos os grupos terroristas são proibidos na Rússia e em uma série de outros países) e outros grupos de tendência islamista, no país existem grupos de oposição armada, um dos cujos representantes é o Exército Livre da Síria.

Em 30 de setembro, a Rússia enviou a sua Força Aeroespacial (antiga Força Aérea) à Síria, após o pedido correspondente de Damasco ter sido aprovado pela câmara alta do parlamento russo. Moscou tem repetidamente frisado que não iria lançar uma operação terrestre no país sem respectivo pedido das autoridades do país.


Postar um comentário