Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Alerta de tiroteio fecha hospital da Marinha nos EUA; buscas continuam

Ocupantes foram orientados a 'correr, se esconder ou lutar'.

Testemunha relatou tiros; Marinha não achou sinal de tiroteio em busca.


Do G1, em São Paulo

Um hospital da Marinha dos Estados Unidos em San Diego, no estado da Califórnia, informou que um homem armado entrou em um dos prédios da instituição na manhã desta terça-feira (26). Duas horas e meia depois, a Marinha afirmou que uma vistoria inicial não encontrou sinais de tiroteio nem de atirador, mas as buscas continuam sendo feitas.


Comunicado do hospital da marinha de San Diego em sua página no Facebook informa que um atirador está em ação em um dos prédios e orienta que as pessoas que estão no local "fujam, se escondam ou lutem" (Foto: CNN)
Comunicado do hospital da marinha de San Diego em sua página no Facebook informa que um atirador está em ação em um dos prédios e orienta que as pessoas que estão no local;fujam, se escondam ou lutem (Foto: CNN)

Segundo comunicado do hospital em sua página no Facebook, os ocupantes foram orientados a "fugir, se esconder ou lutar". Equipes de casos não emergenciais foram orientadas a se afastar do local.

Um porta-voz do hospital disse à CNN que três tiros foram ouvidos no porão de um dos prédios da instituição por volta das 8h locais (14h, pelo horário de Brasília). A emissora de notícias local CBS 8 informou que a polícia tinha confirmado a ocorrência de disparos do lado de fora do Edifício 26, no terceiro andar do hospital.

Por volta das 16h30 (horário de Brasília), a Marinha afirmou em um comunicado que uma inspeção inicial no local não encontrou sinais de nenhum atirador ou de tiroteio, mas que buscas mais detalhadas estão sendo feitas em todos os andares do prédio. O comunicado afirmava ainda que o atendimento do hospital continuou, apesar do isolamento.

O hospital informou em sua página no Facebook que a investigação continua e que por enquanto o acesso ao local continua fechado.


Um carro da Swat (operações especiais da polícia) foi visto entrando na área do hospital, de acordo com a emissora NBC.

A vizinha base naval de San Diego também publicou informações na internet sobre possíveis disparos.

"Se estiver em risco imediato, esconda-se e procure abrigo em local seguro", recomendou a página da base no Facebook.

San Diego, a cidade mais ao sul da costa da Califórnia, tem uma extensa infraestrutura militar e é um porto importante da Marinha americana.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas