Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Alerta de tiroteio fecha hospital da Marinha nos EUA; buscas continuam

Ocupantes foram orientados a 'correr, se esconder ou lutar'.

Testemunha relatou tiros; Marinha não achou sinal de tiroteio em busca.


Do G1, em São Paulo

Um hospital da Marinha dos Estados Unidos em San Diego, no estado da Califórnia, informou que um homem armado entrou em um dos prédios da instituição na manhã desta terça-feira (26). Duas horas e meia depois, a Marinha afirmou que uma vistoria inicial não encontrou sinais de tiroteio nem de atirador, mas as buscas continuam sendo feitas.


Comunicado do hospital da marinha de San Diego em sua página no Facebook informa que um atirador está em ação em um dos prédios e orienta que as pessoas que estão no local "fujam, se escondam ou lutem" (Foto: CNN)
Comunicado do hospital da marinha de San Diego em sua página no Facebook informa que um atirador está em ação em um dos prédios e orienta que as pessoas que estão no local;fujam, se escondam ou lutem (Foto: CNN)

Segundo comunicado do hospital em sua página no Facebook, os ocupantes foram orientados a "fugir, se esconder ou lutar". Equipes de casos não emergenciais foram orientadas a se afastar do local.

Um porta-voz do hospital disse à CNN que três tiros foram ouvidos no porão de um dos prédios da instituição por volta das 8h locais (14h, pelo horário de Brasília). A emissora de notícias local CBS 8 informou que a polícia tinha confirmado a ocorrência de disparos do lado de fora do Edifício 26, no terceiro andar do hospital.

Por volta das 16h30 (horário de Brasília), a Marinha afirmou em um comunicado que uma inspeção inicial no local não encontrou sinais de nenhum atirador ou de tiroteio, mas que buscas mais detalhadas estão sendo feitas em todos os andares do prédio. O comunicado afirmava ainda que o atendimento do hospital continuou, apesar do isolamento.

O hospital informou em sua página no Facebook que a investigação continua e que por enquanto o acesso ao local continua fechado.


Um carro da Swat (operações especiais da polícia) foi visto entrando na área do hospital, de acordo com a emissora NBC.

A vizinha base naval de San Diego também publicou informações na internet sobre possíveis disparos.

"Se estiver em risco imediato, esconda-se e procure abrigo em local seguro", recomendou a página da base no Facebook.

San Diego, a cidade mais ao sul da costa da Califórnia, tem uma extensa infraestrutura militar e é um porto importante da Marinha americana.



Postar um comentário