Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Como funcionam os mísseis de micro-ondas que os EUA podem usar em caso de ataque da Coreia do Norte

Nos arredores da cidade de Albuquerque, no Estado do Novo México, uma equipe de especialistas da Força Aérea americana desenvolve uma arma pouco tradicional, mas que poderia ter um objetivo estratégico: deter os mísseis nucleares da Coreia do Norte.
Lioman Lima | BBC Mundo

Não é um armamento qualquer. Trata-se de um tipo de arma eletromagnética que não é nociva para o ser humano e cuja base de funcionamento é a mesma tecnologia de um forno micro-ondas.


E, segundo diversos especialistas em assuntos militares consultados pela BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, poderia ser uma alternativa para desativar as armas nucleares de Pyongyang de forma efetiva, sem gerar grandes prejuízos.

O "Projeto de mísseis avançados de micro-ondas de alta potência de interferência eletrônica" (Champ, na sigla em inglês) prepara, em essência, projéteis que emitem ondas de altíssima frequência, capazes de fritar sistemas eletrônicos.

"Tendo em conta o estado da tecnologia no mundo moderno, em q…

Contingente brasileiro da UNIFIL é condecorado com a Medalha da ONU

DefesaNet 
 
No dia 8 de janeiro, a tripulação da Corveta “Barroso” e os componentes do 10º contingente da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL) foram condecorados com a Medalha das Nações Unidas para a UNIFIL. 

Entrega da Medalha da ONU - Foto: MB

A cerimônia ocorreu a bordo da Corveta “Barroso” e foi presidida pelo Contra-Almirante Flávio Macedo Brasil, Comandante da FTM-UNIFIL.

A medalha é outorgada a todo militar pertencente à UNIFIL que tenha integrado a missão por um período mínimo de seis meses. Sua fita possui as cores das bandeiras do país da missão e também o azul celeste característico da Organização das Nações Unidas (ONU).

Na ocasião, o Contra-Almirante Brasil enalteceu o desempenho da Corveta “Barroso”, ressaltando também a importância da Resolução 1.701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que criou a FTM-UNIFIL, e seu impacto positivo para a sociedade libanesa e a estabilidade do Oriente Médio.

Novo Comandante da Marinha do Líbano

No dia 11 de janeiro, o Contra-Almirante Brasil recebeu a visita do novo Comandante da Marinha do Líbano, Contra-Almirante Majed Alwan, empossado no dia 14 dezembro de 2015.

A visita teve como principal intuito dar as boas vindas ao novo Comandante da Marinha libanesa, bem como manter os laços vigentes, fundamentais para a implementação da Resolução 1.701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Durante a visita, foram abordados temas iniciais para a organização da próxima “Flag Talks”, reunião bilateral entre os Estados-Maiores, na qual são discutidos temas relacionados ao cumprimento da missão da FTM-UNIFIL e à segurança marítima do Líbano.

Postar um comentário