Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

KC-390, C-27J e C-295W na disputa de concorrência no Canadá

Revista Asas

Os turboélices bimotores Alenia C-27J e Airbus C-295W, junto com o jato Embraer KC-390, estão na disputa para substituir a frota de seis De Havilland CC-115 Buffalo e 13 Lockheed Martin CC-130H nas missões de busca e resgate da Força Aérea do Canadá. Apenas as três empresas remeteram as suas propostas em meados de janeiro. 


Embraer KC-390

A Lockheed decidiu não participar com o C-130J Super Hercules, assim como a Bell-Boeing não entrou com o V-22 Osprey e a Viking Air desistiu do conceito de desenvolvimento de uma nova versão do DHC-5 Buffalo.

O Canadá aguardava uma proposta da Lockheed Martin tendo em vista que o Super Hercules já é empregado em missões de busca e resgate nos EUA há alguns anos.

A negativa da Lockheed Martin coincide com uma possível desistência por parte do novo governo do Canadá em desistir da aquisição de 65 caças de 5ª geração Lockheed Martin F-35 Lightning II. A intenção era a de substituir os já ultrapassados Boeing CF-18 Hornet, mas a escalada de preços e os atrasos do F-35 levaram ao Canadá tomar a decisão de possivelmente abandonar o programa e adquirir um novo vetor de combate.

Em relação a aquisição do novo avião de busca e resgate, o país ainda não estabeleceu um número de exemplares que deverão ser adquiridos, entretanto o processo de avaliação e testes deverá ocorrer num prazo de seis meses, com o contrato sendo assinado no final deste ano ao no máximo no início de 2017.



Postar um comentário