Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Drone de vigilância iraniano sobrevoou porta-aviões americano no Golfo Pérsico (vídeo)

LaMarca | Cavok

Uma aeronave não tripulada de vigilância pertencente ao Irã sobrevoou um porta-aviões pertencente à Marinha dos EUA (US Navy) nas águas do Golfo Pérsico. 


IMAGEM: IRINN via Associated Press

As imagens do evento foram exibidas pela emissora de TV estatal iraniana IRINN e, segundo o comandante da Marinha do Irã, foram captadas durante um exercício militar de seu país.

Os EUA admitiram que um de seus porta-aviões de propulsão nuclear, USS Harry S. Truman (CVN-75), foi sobrevoado recentemente por uma aeronave não tripulada pertencente ao Irã, sem ter confirmado entretanto se tratava-se do mesmo evento exibido pela emissora de TV iraniana.

De acordo com a agência de notícias Reuters, Nicole Schwegman, porta-voz da US Navy, teria confirmado o evento, caracterizando o mesmo como sendo “anormal e pouco profissional”, salientando, entretanto que o incidente não representou qualquer tipo de risco para a embarcação. Ainda segundo as informações esse evento teria ocorrido no último dia 12 de janeiro, que é o mesmo mesmo dia o Irã deteve brevemente 10 marinheiros norte-americanos que tinham entrado nas águas territoriais iranianas por engano.


Postar um comentário