Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Drone de vigilância iraniano sobrevoou porta-aviões americano no Golfo Pérsico (vídeo)

LaMarca | Cavok

Uma aeronave não tripulada de vigilância pertencente ao Irã sobrevoou um porta-aviões pertencente à Marinha dos EUA (US Navy) nas águas do Golfo Pérsico. 


IMAGEM: IRINN via Associated Press

As imagens do evento foram exibidas pela emissora de TV estatal iraniana IRINN e, segundo o comandante da Marinha do Irã, foram captadas durante um exercício militar de seu país.

Os EUA admitiram que um de seus porta-aviões de propulsão nuclear, USS Harry S. Truman (CVN-75), foi sobrevoado recentemente por uma aeronave não tripulada pertencente ao Irã, sem ter confirmado entretanto se tratava-se do mesmo evento exibido pela emissora de TV iraniana.

De acordo com a agência de notícias Reuters, Nicole Schwegman, porta-voz da US Navy, teria confirmado o evento, caracterizando o mesmo como sendo “anormal e pouco profissional”, salientando, entretanto que o incidente não representou qualquer tipo de risco para a embarcação. Ainda segundo as informações esse evento teria ocorrido no último dia 12 de janeiro, que é o mesmo mesmo dia o Irã deteve brevemente 10 marinheiros norte-americanos que tinham entrado nas águas territoriais iranianas por engano.


Postar um comentário